Posts Tagged ‘ tecnologia ’

Curso de Gestão da Tecnologia da Informação da Fundação Vanzolini é reconhecido pelos alunos como de excelente qualidade

O curso de capacitação em Gestão da Tecnologia da Informação, da Fundação Vanzolini, recebeu uma ótima avaliação dos alunos que cursaram a sua primeira turma.

Os quesitos qualidade do conteúdo ministrado e qualidade do corpo docente obtiveram, respectivamente, notas 9,1 e 9,7 dentro de uma escala de 0 a 10.

Esses resultados demonstram a perfeita adequação entre o projeto do curso e as necessidades de formação requeridas pelo mercado para profissionais que ocupam ou pretendem ocupar uma função de gestão na área de TI.

“O curso tem uma cobertura ampla sobre diversos temas, todos voltados para gestão e procura contribuir para que o profissional tenha maior capacidade de transição entre a função técnica e a função de gestão, o que nem sempre é fácil”, comenta o Prof. Dr. Renato Moraes, do Departamento de Engenharia de Produção da POLI USP, vice coordenador do curso.

Com o principal objetivo de capacitar os alunos a compreender os mais relevantes conceitos envolvidos com a gestão estratégica da TI nas organizações, o curso tem uma duração de 5 meses, com aulas às terças e quintas feiras, no período noturno.

A carga horária é de 120 horas divididas em dez disciplinas cujos conteúdos procuram garantir a obtenção e a manutenção do sucesso na gestão da TI em prol da competitividade da empresa.

A coordenação do curso está a cargo do Prof. Dr. Fernando Laurindo, do Departamento de Engenharia de Produção da POLI USP.

As inscrições para a próxima turma estão abertas até 10 de fevereiro de 2013 e poderão ser efetuadas através do site da Fundação Vanzolini – www.vanzolini.org.br.

Anúncios

Campus Party 2012: Fundação Vanzolini participa de debate sobre Mobilidade Digital e Educação

Pela quinta vez, a Fundação Vanzolini participa do Campus Party 2012, que acontece de 06 a 12 de fevereiro, no Anhembi Parque, São Paulo. Além de oferecer apoio tecnológico, a instituição participará do debate “Mobilidade Digital e Educação: a escola para além de seus muros”, dia 10, às 11h45.

O debate faz parte do selo EducaParty, que também organiza oficinas de criatividade para professores da Aula Fundação Telefônica. De 8 a 10/2, cerca de 60 docentes discutem como introduzir e experimentar o conceito de inovação focada no ser humano, para que possam incorporá-lo na prática diária. A Fundação Vanzolini gere e executa as ações pedagógicas da Aula Fundação Telefônica.

E para que os campuseiros possam aproveitar a conexão disponível – dobrada desta vez para 20 Gbps – uma equipe técnica da Fundação Vanzolini, organizada pela área de Gestão de Tecnologias aplicadas à Educação (GTE), trabalha 24 horas por dia na instalação de cinco mil pontos de rede e mais de 35 km de cabos espalhados por todo o pavilhão. Mas nossa contribuição não para por aí. Nas edições anteriores, assim como nesta, levamos discussões inovadoras como “O uso de dispositivos móveis na educação” e “A mobilização social por meio da inclusão digital”. Leia mais sobre o Projeto Escola com Celular.

Considerado o maior acontecimento de inovação, ciência, entretenimento e cultura digital do mundo, o Campus Party espera a presença de aproximadamente sete mil pessoas.

Foto: Portal Tech 2.0

Mundo tecnológico, que velocidade. Parabéns ao homem!

 

Participando de um “Converse Com”, programa interno de relacionamento de áreas e departamentos da Fundação Vanzolini, com a área GTE (Gestão de Tecnologias Aplicadas à Educação), deparei-me com uma tecnologia em que eu interagi ao vivo com pessoas que estavam em outro local da cidade. Momentaneamente, recordei minha contribuição para a área, quando ainda usávamos uma outra tecnologia, a teleconferência. Eu ligava os equipamentos, sintonizava o canal, e até subia ao telhado com os técnicos para checar a conexão dos cabos na parabólica. Na época era uma revolução e isso me fez lembrar do visionário Prof. Pedro Luiz, o maior incentivador para o uso de tecnologias para ensino a distância e principal responsável pela criação da área.


Arrisco a dizer que Pedro Luiz de Oliveira Costa Neto, à época diretor presidente da Fundação Vanzolini foi mais veloz que a própria tecnologia e tornou-se, portanto, precursor para o que hoje conhecemos como GTE (Gestão de Tecnologias Aplicadas à Educação).

Ele antecipou-se ao que podemos praticar hoje com a tecnologia e que também enxergamos com os resultados da GTE: uma sociedade mais escolada, professores melhores preparados e profissionais mais atualizados, em curto espaço de tempo, com grande escala de pessoas em cada serviço oferecido e com economias relevantes, tudo isso, proporcionado pela educação a distância.

Como está em estatuto, a criação da Fundação se deu, em partes, para a disseminação do conhecimento da engenharia de produção e da gestão de operações. Prof. Pedro Luiz, indo além, vislumbrou e deu os primeiros passos rumo à maior acessibilidade e multiplicação desse conhecimento para maior número de pessoas em tempo infinitamente reduzido se comparado aos formatos presenciais.

O trabalho foi iniciado com as teleconferências em que, de um ponto “local”, distribuíam-se a imagem e a voz para vários outros pontos por meio de satélite. Porém, à época, 13 anos atrás, a interação só era possível por telefones fixos e fax-símile, o que dificultava um pouco a discussão e o enriquecimento dos assuntos. Hoje com tecnologias mais avançadas podemos interagir ao vivo nas videoconferências e em tempo real pela internet, além de outros meios que permitem a interação simultânea.

Grande Prof. Pedro Luiz que já enxergava há anos, o que somente hoje vemos e praticamos.

Julio Dias & Vanzolini Blog